top of page
  • Foto do escritorMariele Hertha

Insônia: Sintoma ou Comorbidade no Idoso?

Idosa na cama com insônia e relógio marcando 2h20min

A insônia é uma condição que afeta muitos idosos, mas é um sintoma ou uma comorbidade?


A resposta é que pode ser ambos.


A insônia pode ser um sintoma de várias condições, incluindo transtornos mentais como depressão, uso de substâncias ou medicamentos, desordens clínicas e hábitos de sono inadequados.



Em todo o mundo, estima-se que 10-30% das pessoas têm insônia crônica, com algumas estimativas chegando a 50-60%.


Entre os idosos, a prevalência geral de sintomas de insônia varia de 30 a 48%.


A insônia não só priva o indivíduo de sono, mas também pode levar à redução do fluxo cerebral durante a vigília.


Isso pode ter efeitos negativos na saúde cerebral, possivelmente através do enfraquecimento das estruturas neuronais, aumento do risco de morte celular e alterações cardiovasculares.


Além disso, a insônia aumenta o risco de incidência de demência em idosos.


Estudos mostram que pessoas na faixa dos 50 e 60 anos que dormem 6 horas ou menos têm maior risco de desenvolver demência mais tarde.


O diagnóstico e tratamento adequados da insônia são cruciais para melhorar a qualidade de vida dos idosos.



© 2024 HERTHA Psiquiatria. Todos os direitos reservados. O material do blog pode ser reproduzido livremente, desde que citada a fonte.

1 visualização

Commenti


bottom of page