top of page
  • Foto do escritorMariele Hertha

Benzodiazepínicos e Ansiedade em Idosos: Uma Visão Cuidadosa

Atualizado: 21 de fev.

Homem e mulher idosos abraçados e sorrindo

Os benzodiazepínicos, também conhecidos como medicação tarja preta, são frequentemente utilizados no tratamento da ansiedade em idosos.


No entanto, esses medicamentos podem causar efeitos adversos significativos, como sedação excessiva.


Em situações especiais, como um episódio de pânico, pode-se usar um benzodiazepínico de meia-vida média ou curta, como o alprazolam. Mesmo assim, essas substâncias devem ser utilizadas por um período breve e com monitorização rigorosa dos efeitos adversos.


Benzodiazepínicos com meia-vida longa, como diazepam e clonazepam, tendem a permanecer no organismo por bastante tempo. Isso pode resultar em efeitos adversos prolongados, como sonolência, bradipsiquismo com risco de comprometimento cognitivo, sedação e riscos de quedas.



Ao prescrever psicofármacos a pacientes idosos, recomenda-se a escolha de substâncias com perfil metabólico favorável e menor risco de interação medicamentosa.


Além disso, é importante observar a meia-vida das drogas.


A monitorização dos efeitos adversos é crucial ao utilizar benzodiazepínicos.


É sempre recomendado buscar a orientação de um psiquiatra competente.



© 2024 HERTHA Psiquiatria. Todos os direitos reservados. O material do blog pode ser reproduzido livremente, desde que citada a fonte.

0 visualização

Comments


bottom of page